Visualizações

21 de jul de 2013

MiniFic- Love Story (2)

Hoje estava sendo um dia realmente ruim. Um daqueles que te faz perder a vontade de viver, que tira toda a sua alegria. Eu estava no colégio, porém dei uma passada para avisar à Charlotte que não iria ao ensaio. Tudo bem, eu não poderia ignorar o mundo para sempre, mas ficar cara a cara com Joe, aguentando todo aquele clima pesado não era a minha escolha para hoje. Talvez daqui a alguns dias, quando eu me sentisse melhor, pudesse aguentar isso novamente. Mas não hoje.
Eu podia estar em casa, mas preferi sentar isolada, mas mesmo assim com pessoas por perto. Em casa eu ficaria completamente sozinha e me sentiria meio presa, por isso, mesmo depois da ligação de minha mãe avisando sobre a morte do meu avô, eu decidi continuar por aqui mesmo.
Meus olhos estavam bem inchados e vermelhos e eu não precisava de um espelho para saber disso. Sentia as lágrimas descerem mas não me importei. Eu encarei o nada e tentei manter minha mente longe de lembranças. Só uma pessoa sabia o quão importante meu avô era para mim.
E ele apareceu. Joe se ajoelhou ao meu lado depois de se aproximar calmamente e levou uma de suas mãos até o meu rosto, limpando minhas silenciosas lágrimas.
-Eu sinto muito- ele sussurrou em meu ouvido, depois de me puxar para um abraço apertado e caloroso. Afagando meus cabelos, ele me confortava com carinho e paciência.
Eu confesso que senti muita falta de ser confortada dessa forma, de ser confortada por ele. Mas no momento eu não pude me permitir lembrar dos “momentos que passamos juntos”.
-Isso não pode ter acontecido- sussurrei, depois de alguns momentos- Ele não... não é justo- Eu me permiti chorar no colo dele, colocando para fora tudo que eu estava guardando até agora.
-É porque era pra acontecer, Demi- ele afirmou, acariciando meu rosto- Eu tenho certeza de que ele está muito melhor lá e vai estar sempre com você, te protegendo. Vai ficar tudo bem- prometeu, me abraçando novamente.
Fiquei o restante do dia no colo de Joe, sentindo a segurança que me falava há muito tempo e o carinho do qual eu mais precisava. Não falei nada, e nem ele. Não foi preciso.
-------------------------------------------------

-Obrigada por ontem- eu disse sorrindo timidamente na direção dele. Não tinha certeza se agora as coisas voltariam a ser como antes ou se o que aconteceu ontem mudou de fato a nossa relação.
-Você tá melhor?- perguntou, tirando a atenção do roteiro e se virando para mim, com um meigo sorriso.
-Aham, muito- assenti.
-A Charlotte me contou- ele disse- Eu sabia que não tinha ido pra casa então eu resolvi te procurar.
-Eu estava precisando daquilo- suspirei, confessando a ele o que não era novidade alguma.
-Não tinha como fingir que não estava acontecendo nada- disse se afastando para atender ao chamado da professora- E eu sabia que precisava.
....................
-Isso, agora Joe, você a pega pela cintura e se aproxima- Charlotte disse, comandando o ensaio.
E assim ele o fez. As coisas fluíam mais naturais entre nós, porém ainda estava faltando algo. Nossos olhares se fixaram com intensidade, exatamente como acontecia antigamente. Eu via em seus olhos o mesmo que eles costumavam me mostrar quando estávamos juntos, apaixonados. O olhar era o mesmo, que me hipnotizava e conduzia.
-Muito bem, podem seguir- disse.
Permanecemos conectados enquanto nos movíamos ao ritmo da música. Não prestávamos atenção a nada, apenas focamos um no outro. Joe me segurava com firmeza e nossos corpos se ajustavam conforme dançávamos a valsa.
O momento da separação chegou e meu coração foi pego de surpresa por lembranças reais do passado. A dor que eu senti voltou com tudo e eu não consegui vê-lo ir sem comparar à minha vida real. Eu sempre fazia isso, era uma mania. Eu associava qualquer coisa (músicas, livros, filmes) com a minha vida. Eu odiava isso.
Não importava se o motivo da separação era diferente, Romeu e Julieta me lembrava demais a nossa história, porque no meu ponto de vista, teve um momento trágico também. Lógico que eu exagero demais, porém sim, me recordava alguns momentos.
___________________________

Cause lovers dance when they're feeling in love.
Spotlight shinning, it's all about us.
It's oh, oh, oh, oh, all about uh, uh, uh, uh, us.
And every heart in the room will melt
This is a feeling I've never felt but
It's oh, oh, all about us.

-Posso me juntar?- questionei com um sorriso imenso no rosto. Eu amava vê-lo cantar e tocar aquele violão.
-Claro, é o nosso dueto- ele parou para falar comigo.
-Então vamos do começo? Precisamos ensaiar.
-Eu acho que nós somos bons nisso, só acho- ele riu, começando a tocar do início. Já havíamos cantado juntos diversas vezes e tínhamos certeza de que era muito bom.

Take my hand, I'll teach you to dance.
I'll spin you around, won't let you fall down.
Would you let me lead? You can step on my feet.
Give it a try, it'll be alright.

The room's hush, hush
And now's our moment.
Take it in feel it all and hold it.
Eyes on you, eyes on me.
We're doing this right.

-Eu amo essa música- comentei.
-Vai ficar lindo ao vivo e a cores- ele afirmou.

Cause lovers dance when they're feeling in love.
Spotlight shinning, it's all about us.
It's oh, oh, oh, oh, all about uh, uh, uh, uh, us.
And every heart in the room will melt,
This is a feeling I've never felt but,
It's oh, oh, all about us.

Ríamos enquanto cantávamos e brincávamos de acordo com a letra da música.

Suddenly, I'm feeling brave.
I don't know what's got into me
Why I feel this way?
Can we dance, real slow?
Can I hold you?
Can I hold you close?

Ele me encarava com aquele sorriso encantador e eu me derretia mais a cada momento. As coisas haviam mudado entre nós, definitivamente.

Do you hear that, love?
They're playing our song.
Do you think we're ready yet?
Love, I'm really feeling it.
Do you hear that, love?

-Cantar com você sempre foi o meu passa tempo favorito- eu disse rindo. Nós gargalhávamos por nada e isso só aumentava a graça da situação.
-Somos demais, a Charlotte vai amar isso- ele afirmou.
-Bate aí- nós fizemos um toque de mãos e continuamos com as canções. Não parecia nem um ensaio, já que estávamos fazendo o que já fazíamos há muito tempo.
-Que tal a gente passar o musical todo hoje?- sugeriu- Tô afim de impressionar a Charlotte.
-Ótimo, vamos mostrar para ela o que é Romeu e Julieta de verdade.
Nós caminhamos juntos e conversamos sobre alguns assuntos sem sentido. Não era muito normal mas eu estava conseguindo ceder aos poucos. Comemos uma coisa qualquer e esperamos todos saírem da sala. Entramos e nos preparamos para começar o ensaio.
-Prometo que dessa vez eu não vou te deixar- ele disse com uma profundidade incomum. Eu estava deitada no chão, como minha personagem deveria estar em uma das cenas e ele se inclinava na minha direção. Nossos olhos vidrados e perdidos, nossas respirações se confundindo.
-Promete mesmo?- eu perguntei. Ele não pareceu se assustar com o fato daquela fala não estar no roteiro. Foi uma pergunta que simplesmente saiu da minha boca, sem que eu quisesse ou mandasse.
-Sim- ele sussurrou e se aproximou com calma. Seus olhos foram para os meus lábios e ali permaneceram enquanto minha respiração começava a falhar.
Iniciamos um beijo intenso. Ele colocou suas pernas ao redor do meu corpo tenso colado com o chão frio e apoiou sua mão em minha cintura. Nossos lábios quentes se tocavam com desejo e não pensamos um segundo em parar. Ou pelo menos não paramos.
Joe segurou minha nuca e me puxou para perto. Meu corpo foi sustentado por ele e eu me sentei a sua frente. Enrosquei minha mão em seu cabelo e senti que Joe levantava minha blusa, acariciando minha pele exposta.
-Eu quero- sussurrei em seu ouvido- Mas não aqui- respirei fundo enquanto ele beijava meu pescoço.
Nossos lábios se encontraram novamente para um último beijo antes que ele abaixasse a cabeça, mantendo nossos lábios próximos.
-Senti a sua falta, Demi- ele disse- Você não sabe como eu senti. Mas não é sexo o que eu quero, eu quero você.
-Eu...
-Eu nunca seria capaz de te trair- ele suspirou- Eu só queria que você acreditasse em mim.
Meus olhos se fecharam e eu senti o quão ansiosa e nervosa estava. Não nego que iria muito além de um beijo se estivesse em outro lugar, e ouvir o que ele me disse despertou meus pensamentos, minhas dúvidas. Eu gostei do que ouvi.
Beijei-o outra vez antes de encará-lo por um longo momento. Deslizei minhas mãos por seu rosto e me afastei assim que consegui juntar a coragem suficiente. Não era a hora para tomar decisão nenhuma.
-A gente se vê amanhã- eu fiz um esforço enorme para falar.
 Ele acariciou meu rosto e me deixou partir.
________________________________

Eu acho que nunca, nunca mesmo pensei tanto na minha vida. Minha cabeça fritou literalmente ontem à noite e eu mal consegui dormir. Cheguei atrasada no colégio e não consegui prestar atenção em nada durante o dia todo. Tudo o que se passava na minha mente era o beijo, o ensaio que aconteceria daqui a pouco e Joe. Joe. Joe.
Evitei encontra-lo de todas as formas possíveis e consegui. Lá pro final da tarde, eu decidi ver se Charlotte já estava na sala. Queria fazer algumas perguntas sobre a minha roupa e outros detalhes. Quando me aproximei, ouvi o som de um piano. Uma melodia que eu conhecia estava sendo maravilhosamente tocada.
Entrei em silêncio e o vi sentado de costas para mim. Suas mãos moviam-se com facilidade pelo instrumento e sua voz ecoava por todo o lugar. Nesse momento, eu desejei poder ouvi-lo cantando para mim. Como antes.

Maybe I could have loved you
Maybe I could have shown
That I still do care about you
More than you could know
Don't say it's too late to try
To make it right

I didn't know
How good you were for me
Now it's clear
I'm seeing all that we could be
And I know that it's my fault
But I'm gonna treat you better
'Cause if I had one wish
You'd be with me forever

-Oi- eu sussurrei me aproximando.
-Ah, oi- ele respondeu, sorrindo de lado.
-Deveria estar ensaiando o seu solo- brinquei com ele- Chegou cedo. Quer mesmo impressionar a Charlotte, hein?
-Não... eu só queria tocar mesmo- deu de ombros- Já ensaiei demais, resolvi tocar alguma coisa diferente do musical.
-Posso ver? O seu solo?- questionei.
Ele assentiu e virou-se novamente, posicionando seus dedos sobre as teclas.

Lately I’ve been thinkin’, thinkin’ ’bout what we had
I know it was hard, it was all that we knew, yeah.
Have you been drinkin’, to take all the pain away?
I wish that I could give you what you deserve
‘Cause nothing could ever, ever replace you
Nothing can make me feel like you do.
You know there’s no one, I can relate to
And know we won’t find a love that’s so true.
There’s nothing like us, there’s nothing like you and me
Together through the storm.
There’s nothing like us, there’s nothing like you and me
Together.
I gave you everything, baby, everything I had to give
Girl, why would you push me away?
Lost in confusion, like an illusion
You know I’m used to making your day.
But that is the past now, we didn’t last now
Guess that this is meant to be.
Tell me, was it worth it? We were so perfect
But baby I just want you to see…

There’s nothing like us, there’s nothing like you and me
Together through the storm.
There’s nothing like us, there’s nothing like you and me
Together.

-Ficou... lindo- eu sussurrei impressionada. Tentei não pensar no significado, já que agora eu choraria se associasse à minha vida.
-Valeu- agradeceu. Depois de um tempo em silêncio, ele abriu a boca para falar alguma coisa e minha respiração simplesmente desapareceu- Tem como você me falar qualquer coisa relacionada ao que aconteceu ontem?- ele apoiou os cotovelos nos joelhos e me encarou pacientemente.
-O que você quer saber?
-Se você acredita em mim, se você me odeia, se você não me ama mais, se você quer voltar comigo, se você me perdoa, quantas opções você quer?
-Porque te perdoar?- perguntei- Eu acho que a errada na história fui eu.
-De qualquer forma eu te devo desculpas- ele levantou-se do banco e desceu as escadas calmamente, vindo até mim. Joe segurou minha mão com delicadeza e me puxou até que estivéssemos sentados um de frente para o outro no palco- Por tudo que aconteceu e pelo que aconteceu depois que a gente terminou.
-Foi mais minha culpa do que sua, Joe- eu ri sem humor.
-Eu fiquei triste por você ter desconfiado de mim- ele disse com sinceridade- Mas me colocando no seu lugar eu entendo. Não acho que tenha sido o certo, mas eu entendo. Só... não gostei do jeito como a gente se odiou durante esse tempo.
-Eu não te odiei- eu neguei, sorrindo.
-Que bom que eu não fui o único.
-Foi chato, né?- perguntei com uma careta.
-Foi péssimo- ele riu, me puxando com o braço ao redor da minha cintura e me dando um beijo no topo da cabeça- O mais engraçado era que eu e você sabíamos que era tudo fingimento.
-E mesmo assim a gente continuava- eu concluí- Eu amei, de um jeito estranho, quando a Charlotte te mandou fazer esse musical comigo.
-Eu não sei se a gente ia se reaproximar se não fosse isso- comentou- Eu também gostei. Achou que eu fiquei aqui porque precisava de nota? Se eu quisesse mesmo já tinha saído há muito tempo.
-Mentira- eu disse certa e ele gargalhou concordando.
Ele me encarou por um momento antes de me beijar com ternura.
-Volta pra mim- ele pediu entre o beijo. Eu não precisei pensar mais.
-Sempre fui sua- sorri.
-Hum... parece que vocês já chegaram na cena final...- comentou Charlotte entrando e nos dando um susto tremendo.
-Tem beijo no final?- Joe perguntou contente e eu apenas enterrei minha cabeça em seu peito, rindo.
________________________________

-O que você tá fazendo?- perguntou sem me encarar.
-Tentando ensaiar a minha música- dei de ombros- Mas tocar e cantar ela é bem complicado- fiz uma careta.
-Porque você não ensaiou lá, com a banda?
-Nós nunca chegamos nessa parte com o elenco todo reunido- dei de ombros- Toca pra mim?- pedi.
Ele sorriu e veio até a cama, sentando-se de frente para mim e pegando o violão do meu colo.
-Capricha- sorriu e começou a tocar.

If anyone ask I'll tell them we both just moved on
When people all stare I pretend that I don't hear them talk
Whenever I see you
I'll swallow my pride and bite my tongue
Pretend I'm okay with it all
Act like there's nothing wrong

Is it over yet?
Can I open my eyes?
Is this as hard as it gets?
Is this what it feels like to really cry?

If anyone ask I'll tell them we just grew apart
And what would I care if they believe me or not
Whenever I feel your memory is breaking my heart
I'll pretend I'm okay with it all
Act like there's nothing wrong


Is it over yet?
Can I open my eyes?
Is this as hard as it gets?
Is this what it feels like to really cry?

I'm talking in circles
I'm lying, they know it
Why won't this just all go away?

-Você canta muito- Joe disse surpreso- Kelly Clarkson? Essa não é fácil mesmo.
-Eu tava com muito medo dessa música no começo.
-Essas músicas todas sempre me lembraram de você- ele sorriu dedilhando uma melodia qualquer- Da gente, sei lá.
-Eu te entendo- rimos juntos.
-Ia ser horrível te beijar só no final da peça- Joe deixou o violão no chão e deitou por cima de mim na cama- Eu te amo- sussurrou me olhando dentro dos olhos.
-Só que eu te amo mais- sorri e colei nossos lábios, beijando-o com desejo.
-Agora a gente tá numa cama- ele comentou- Alguma outra desculpa?- perguntou provocante.
-Desculpa?! Eu precisei de muito auto controle pra não transar com você naquele palco- afirmei, tirando sua blusa da forma mais rápida e desajeitada que podia.
-Seria uma experiência e tanto.
-Mais uma pra entrar na nossa lista- sorri maliciosa. Era verdade quando ele disse que eu confiava nele. Já havíamos feito cada coisa...
Beijei seu pescoço e deslizei minhas mãos por todo o seu peito descoberto. Eu não o amava por ser o garoto mais gostoso do colégio, nem por ser muito bom em tudo (tudo mesmo), mas sim porque ele sabia como tratar uma garota. Não na cama, mas sim em todos os aspectos (e também na cama). Ele era carinhoso e sempre me ajudara em tudo. Ele me conhecia melhor do que eu mesma e conseguia me fazer sorrir com aquelas piadinhas idiotas e sem graça. Ele me amava e cuidava de mim com o maior cuidado do mundo. Ele me protegia.
Puxei-o para mais perto, arranhando minhas unhas em sua nuca. Joe mordia meus lábios e movia seu corpo, colando-o no meu. Eu sentia como se estivesse no céu quando ele me tocava e me possuía, era coisa de outro mundo.
Tirou minha blusa, beijando todo o meu corpo. Senti sua mão percorrer minha espinha antes de chegar ao fecho do sutiã. Joe beijou meus seios com carinho e intensidade, arrancou meu short e levou junto minha calcinha. Quem precisava de roupas quando era possível sentir nossos corpos ansiando juntos?
Suas mãos percorreram meu corpo e o contornaram lentamente. Senti Joe beijar minha barriga e abri o fecho de sua calça, puxando-o para mais perto.
Nossos lábios se colaram em desespero quando meu corpo completamente nu se encontrou com o dele.
.....
-Vocês dois estão ensaiando bastante, hein- Charlotte sorriu- Só vou perdoar os dois pelo atraso porque vejo que estamos evoluindo.
-Da um desconto, Charlotte, nós passamos a tarde ensaiando- ele disse sério e eu sinceramente não sei como conseguiu. Eu não conseguiria.
-Já disse, deixarei passar dessa vez- sorriu- Aproveitando que estão de bom humor hoje, daqui a pouco vocês tirarão as medidas para o figurino.
-Muito bom humor- Joe sorriu maliciosamente, um sorriso que Charlotte provavelmente não entendeu.
-Anda, Joseph- eu o puxei rindo, antes que ele abrisse a boca pra falar demais.
Ele me abraçou por trás e me deu um único beijo no pescoço. O que foi? Estávamos apenas entrando no personagem.
O ensaio de hoje foi o melhor de todos. Conseguimos terminar o musical pela primeira vez e ainda passamos novamente algumas cenas. Fomos obrigados a parar para tirar as medidas.
-Podia ser assim todo dia- Joe sussurrou em meu ouvido, chegando por trás.
-Teatro é assim, nada de esquentar com a roupa- eu dei de ombros, encarando nosso reflexo no espelho.
-Ou com a falta dela né?!- sorriu descendo a alça do meu sutiã para beijar meu ombro nu.
-Se alguém aparecer por aqui eu vou fingir que está me agarrando a força- brinquei com ele, me virando para beijá-lo.
-Culpa deles que te deixam aqui sozinha nesse estado- analisou meu corpo coberto pela lingerie-Cadê a moça das fitas?
-Foi resolver umas coisas com a Charlotte. Ela tirou suas medidas também?- perguntei desconfiada.
-Aham, ela é casada, tem 2 filhos e eu cheguei a desconfiar porque ela quase não me olhou.
-Sorte dela. Acho melhor você não ter ficado incomodado com isso, Joseph- adverti.
-Antes ela do que o marido dela- ele resmungou e eu ri.
-Volta pra lá antes que a Charlotte te pegue aqui- eu disse, empurrando-o para fora.
Joe deu um tapa na minha bunda e me roubou um último selinho- Coloca uma roupa porque é gostosura demais exposta.
-Desde quando você manda em mim?- gritei já que ele estava do lado de fora do camarim.
-Desde sempre- ouvi-o responder e sorri comigo mesma.
________________________________

-Estou nervosa- eu disse, olhando para minhas próprias mãos trêmulas.
-Não, você está é linda- ele sorriu na minha direção, segurando minha mão e me girando para ver todo o meu vestido- Vai dar tudo certo, você estará dividindo o palco comigo, não tem como dar errado- deu de ombros.
-Você não fica nervoso?- perguntei curiosa.
-Tenho auto confiança- sorriu.
-Tem é falta de humildade- eu disse.
-Não, é claro que eu fico nervoso. Mas o meu papel é mostrar que tá tudo ótimo pra diminuir o seu nervosismo.
-Awn, eu te amo- lhe dei um abraço.
___________________________________________

We were both young when I first saw you

I close my eyes and the flashback starts
I'm standing on there, on balcony in summer air

See the lights, see the party, the ball gowns

See you make your way through the crowd
And say hello, little did I know

That you were Romeo, you were throwing pebbles

And my dad said "Stay away from Juliet"
And I was crying on the staircase
Begging you please don't go

And I said
Romeo take me somewhere we can be alone

I'll be waiting, all there's left to do is run
You'll be the prince and I'll be the princess
It's a love story, baby just say yes

So I sneak out to the garden to see you

We keep quiet cause we're dead if they knew
So close your eyes
Escape this town for a little while

Cause you were Romeo I was a scarlet letter

And my dad said stay away from Juliet
But you were everything to me
I was begging you please don't go

And I said
Romeo take me somewhere we can be alone

I'll be waiting all there's left to do is run
You'll be the prince and I'll be the princess
It's a love story, baby just say yes

Romeo save me, they're trying to tell me how to feel

This love is difficult but it's real
Don't be afraid, we'll make it out of this mess
It's a love story, baby just say yes

I got tired of waiting, wondering if you were ever coming around

My faith in you was fading when I met you on the outskirts of town
And I said
Romeo save me I've been feeling so alone

I keep waiting for you but you never come
Is this in my head? I don't know what to think
He knelt to the ground and pulled out a ring and said

Marry me Juliet you'll never have to be alone

I love you and that's all I really know
I talked to your dad, go pick out a white dress
It's a love story
Baby, just say yes
'Cause we were both young when I first saw you...


-E esse foi “Love Story”, espero que tenham gostado!

O público aplaudiu de pé enquanto eu e Joe agradecíamos e depois juntávamos nossos lábios com o beijo intenso e apaixonado. 
Fim!

Bom, é isso, gente :) comentem aí e eu vou tentar terminar o próximo capítulo da fic pra postar amanhã! Essa minific foi só um presentinho meu pra vocês mesmo, não sei se ficou muito bom mas foi o que deu pra escrever em dois dias... obrigada, amo vocês <3
Beijocas,
Brubs

10 comentários:

  1. Aw eu amei essa minific, foi tão cutee *---*
    Agr preciso do próximo capítulo da fic, to muito ansiosa pra saber como vai rolar as coisas lá com eles e com a Caty.

    Bjs e posta logooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn obrigada cbeouvbeou hahaha já postei a fic, amor! Beijos <3

      Excluir
  2. awnnn adorei!! ansiosa pelo próximo cap da fic :)

    ResponderExcluir
  3. Awww a minific ficou muito fofinha *-* amei, amei, amei! Joe e Demi são o melhor casal ever S2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ownt hahahaha obrigadaaaaa <3 São mesmo cobfvueoveipfeu

      Excluir
  4. Ameeeiiii! Que mini fic linda.

    To louca pra sabe como joe e demi vão agir com a caty. Tenso....
    Postaaa logooo pleaseee


    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3