Visualizações

29 de jul de 2013

Capítulo Vinte e Quatro!

Caty abriu os olhos, ainda sonolenta, e olhou na direção do barulho. Demi virou-se para a amiga e sorriu em sua direção. Disse que iria apenas dar uma volta e que logo estaria de volta, depois pegou uma fruta na cozinha, seu celular e dinheiro para comer alguma coisa. Deixou o apartamento na esperança de deixar Joe conversar com Caty a sós. Ela sabia que ambos precisavam desse momento e não queria atrapalhar. Não tinha ideia de para onde ia, talvez fosse apenas sentar em um banco e esperar a hora passar.
-Bom dia- Joe disse quando desceu a escada e viu Caty sentada na bancada, tomando seu café- Por que acordou tão cedo? Você nunca acorda cedo- ele sorriu e ela fez o mesmo.
-Primeiro você- ela disse quando o menino bocejou.
Joe se aproximou e lhe deu um abraço. Queria que ficasse bem claro para ela que estava tudo bem entre eles, sem que precisassem de outra conversa para isso. A última conversa não terminara muito bem, então era melhor tentar evitar outros constrangimentos.
-Preciso levar a Milla para passear- deu de ombros- Ela me acordou e eu acho que isso significa alguma coisa.
-Podia ter pedido pra Demi levar- disse.
-Onde ta a Demi?- ele questionou realmente curioso. Lembrava-se agora de que adormecera no colo dela mas não tivera o mesmo prazer ao acordar.
-Sei lá, ela que me acordou- Caty murmurou- Deu alguma coisa na menina e ela resolveu andar a essa hora da manhã- apontou indignada para o relógio na parede.
-É, ela podia ter levado a Milla- deu de ombros enquanto escondia a preocupação. Ela não sairia assim sem um motivo. Mas não iria procura-la. Se ela quisesse a companhia dele, teria o chamado.
-Joe- ela chamou um pouco apreensiva. Pelo tom de voz, ele já sabia do que se tratava.
-Hum?!- o menino murmurou concentrado no copo térmico de café que preparava.
-Eu queria pedir desculpas pelo que eu te pedi ontem- ela disse- Eu não queria que ficasse irritado comigo.
-Não fiquei irritado com você, Caty- ele garantiu, caminhando até ela- Relaxa, tá tudo bem- sorriu brevemente.
-Ok então- ela sussurrou sorrindo.
-Quer ir comigo?- perguntou mudando de assunto. O clima não estava lá essas coisas. A menina negou com um breve sorriso e Joe disse que logo voltaria. Colocou a coleira na cadelinha e saiu com ela.
Caty deveria estar no aeroporto às cinco da tarde, por isso Joe e Demi não iriam demorar muito. Alguns minutos depois de Joe ter saído, a campainha tocou e a menina foi atender.
-Hey!- Liam sorriu entrando na casa sem nem pedir permissão- Joe nem me disse que você estava aqui Caty, quanto tempo- ele lhe deu um abraço.
-E aí Liam- a menina sorriu encarando as outras pessoas atrás dele.
Depois de apresenta-los rapidamente, Liam foi até a cozinha e pegou um pedaço de bolo que estava sobre o balcão.
-Joe tá aí?- perguntou.
-Não, ele saiu pra levar a Milla pra passear- deu de ombros.
-Ele da mais atenção pra cachorra do que pra gente- David brincou.
- Só liga pra cachorra e pra Demi- uma das meninas resmungou. Aquela Clara que morria de ciúmes de tudo e todos.
-Pra Demi?- uma outra menina perguntou, como se perguntasse quem é Demi.
-Uma menina que o Joe tava pegando- Clara deu de ombros- Você não perdeu nada ao não conhecê-la.
Caty ouvia a tudo atentamente. Mas do que elas estavam falando?
-Ah que pena- Liam deu de ombros interrompendo-as- A gente ia chamar vocês pra ir à praia- fez uma careta- Bom, deixa pra outro dia.
-Pelo menos a gente não vai precisar ficar segurando vela de novo- Chloe disse revirando os olhos.
-Vocês são implicantes demais- David retrucou- Deixa eles dois em paz. Para de inveja.
-Eu não sei como você aguenta, Caty- Clara disse antes de se despedir.
Caty deu “tchau” a todos mas ainda estava presa em algumas partes da conversa. Joe e Demi estavam... juntos?
***
-Oi- Demi sorriu ao entrar e se sentou ao lado de Caty, no sofá- Ué, cadê o Joe?!- perguntou olhando ao redor.
-Nossa, você já está com saudades?- ela murmurou grossa.
-Hã? Não, eu só...
-Como você conseguiu esconder de mim que tinha acontecido alguma coisa entre vocês dois?- ela aumentou o tom de voz, virando-se para Demi. Seus olhos estavam vermelhos, mas não era só por causa do choro. Havia muita raiva ali.
-Como você...?- Demi a encarou surpresa. Joe havia contado? Como aquilo tinha acontecido?
-Você não ia me contar?- perguntou- Se você tivesse sido honesta, eu não teria descoberto por outra pessoa.
-Quem te contou isso? Foi o Joe?
-Importa?!- ela gritou- Não, o Joe não tem coragem de me falar mais nada pelo visto. Eu não acredito que eu fui tão estúpida!
-Olha Caty, eu juro que eu tentei acabar com isso mas não deu. Quando a gente viu já tinha acontecido, depois ele me pediu em namoro e...
-VOCÊS ESTÃO NAMORANDO?- ela berrou indignada- Eu não acredito que vocês dois conseguiram me enganar desse jeito, Demi! Como você teve coragem? Você era minha melhor amiga, você sabia o que eu sentia por ele.
-E você acha que eu não pensei nisso? Eu fiz de tudo pra ficar longe do Joe, mas eu me apaixonei por ele e infelizmente ele se apaixonou por mim.
-Ah infelizmente?! E você acha que eu vou acreditar em você depois disso?
-Pergunta pro Joe se você quiser, Caty- Demi também disse com a voz alterada.
-Ele escolheu você- ela sussurrou- Eu achei que ele nunca fosse me substituir por ninguém mas agora eu entendo porque ele me tratou desse jeito. Eu entendo tudo agora.
-Pelo amor de Deus, você pode tentar entender o meu lado?- pediu- Eu não forcei ninguém a nada! Eu não sabia como te contar, eu resisti a tudo que o Joe tentou até eu não poder mais. Eu contei a ele sobre você porque eu quis terminar o namoro e ele não. Você precisa entender que aconteceu! Eu não quis, mas...
-Você traiu a minha confiança, eu nunca faria isso com você! Quando eu ofereci a casa do Joe eu não me preocupei porque eu achei que pudesse confiar em você. Nada disso nem passou pela minha cabeça porque eu não deixei. Eu achei que você não fosse fazer algo desse tipo. Eu achei que se importasse comigo!
-Você acha que eu não me importo? Você não tem ideia de como eu sofri durante todos esses dias! Eu tive que esconder o seu segredo dele e ao mesmo tempo pensar em como eu ia te contar. Eu nunca quis te magoar.
-Essa foi a coisa mais estúpida que você já me disse! Achou que não fosse me magoar?- perguntou entre os dentes.
-Eu aceito que fique chateada comigo porque eu mereço, mas não pensa que eu fiz nada disso de propósito.
-Eu nunca deveria ter confiado em você. Quando o Bred fez aquilo tudo, eu fui a única que fiquei do teu lado e te ajudei a superar isso. Mas o que você fez? Você veio e já ficou com o meu melhor amigo? Você é uma vadia- ela gritou.
-Do que você me chamou?- Demi estreitou os olhos encarando-a furiosa. Vadia?
-Vadia sim! Manipuladora, traidora!- a menina se aproximou e apontou o dedo para Demi- Você fez a cabeça do Joe para que ele não quisesse nada comigo. Você o manipulou e fez com que ele mentisse pra mim. Ele caiu na sua e você se aproveitou. Podia ter acontecido alguma coisa entre nós dois se você não tivesse entrado no caminho.
-O Joe nunca te quis, Caty- a menina retrucou, tirando com força o braço dela de perto- Se ele se apaixonou por mim e não por você, a culpa não é minha nem dele. Talvez você devesse procurar alguém que te ame do mesmo jeito em vez de correr atrás de alguém que não vai nunca sentir o mesmo por você. Esquece o Joe, Caty! É o melhor que você tem a fazer.
Demi permaneceu parada com seus olhos marejados e furiosos. Caty lhe deu o tapa mais forte que conseguiu no rosto de Demi. Ela a encarou sem acreditar no que havia acontecido.
-Você tem o direito de pensar o que quiser, mas me dar um tapa no rosto, me chamar de vadia e me acusar de todas essas coisas você não pode!- ela gritou e sua voz falhou tamanha força que ela usara.
-Eu acho melhor você esquecer o Joe, porque você é só mais uma na vida dele. É só mais uma que vai se apaixonar e aproveitar enquanto pode, até ele quebrar o seu coração e você sair por aí chorando.
-Isso é o que? Inveja? Só porque antes de quebrar o meu coração a gente vai ter vivido coisas que você e ele nunca vão experimentar? Porque pelo que eu sei, ele já quebrou o seu coração e você já chora por ele todos os dias, o que é completamente ridículo!
-Eu te odeio- ela disse com lágrimas escorrendo por todo o seu rosto- EU TE ODEIO- Caty partiu para cima de Demi e ela segurou seu braço.
-Ei, o que tá acontecendo aqui?- Joe perguntou com a voz mais alta do que as duas. Ele já havia entrado no apartamento há algum tempo, mas nenhuma das duas havia reparado.
Ele já estava escutando algumas  coisas quando saiu do elevador. Ouviu o suficiente para ter uma ideia do que havia acontecido.
Caty empurrou Demi com força, o que a fez cair no chão. Ela havia diminuído a força com que segurava o braço da menina porque Joe chegara e com isso Demi pensou que a “luta” acabaria. Mas estava enganada e se deu conta disso quando sentiu seu corpo bater no chão com força.
-Você ficou maluca?!- ela perguntou assustada.
-Vai se fazer de vítima só porque o Joe ta aqui?- Caty perguntou sarcástica.
- Para com isso agora- ele mandou irritado, segurando os braços da menina com força- Para de ser criança e tenta entender o que aconteceu- pediu.
A menina o encarou, indignada, e ele foi até Demi, ajudando-a a se levantar.
-Você tá bem?- perguntou com um sussurro bem próximo dela, segurando-a com firmeza. A menina assentiu com a cabeça e respirou fundo tentando conter as lágrimas- Você... Caty você bateu nela?- ele perguntou com uma expressão horrorizada.
-Foi tudo culpa dessa falsa- ela acusou.
-O que aconteceu contigo?- ele gritou na direção dela- Enlouqueceu? Como você da um tapa nela assim, Caty?
-Por que você defende ela, Joe?- perguntou- Eu te conheço a muito mais tempo e eu achei que a nossa amizade fosse muito mais importante do que o namoro ridículo de vocês. Será que você é tão estúpido a ponto de deixar ela brincar com você desse jeito? A Demi sempre foi uma vadia que...
-Não abre a boca pra falar dela- ele se aproximou- A vida é minha e eu sei o que eu estou fazendo. Você não tem o direito de se meter nas minhas decisões. Talvez eu tenha sido estúpido o bastante pra te chamar de melhor amiga. Ou pra me importar tanto a ponto de deixar isso interferir no meu namoro.
-Por que você ta falando assim comigo?- ela perguntou com a voz mais baixa.
-Joe... não faz isso- Demi sussurrou próxima a ele- Você vai se arrepender- avisou.
-Cala a boca você- Caty disse com uma fúria repentina.
-Eu sei o que eu tô fazendo- ele afirmou- Sobe e pega um gelo pro seu pulso- ele disse, vendo a expressão de dor da menina- Eu vou conversar com a Caty.
-Tudo bem- assentiu respirando fundo- Me desculpa, Caty. Eu faria qualquer coisa pra você me perdoar.
Então ela subiu, deixando os dois sozinhos.
-Você tem certeza de que quer destruir uma amizade dessas assim, Caty?- Joe questionou com mais calma.
-Eu me arrependo por ter confiado nela- disse ainda nervosa.
-Olha pra mim- ele pediu segurando o rosto dela com delicadeza- Você ainda acredita em mim? Você ainda me considera seu melhor amigo?- ela assentiu- Então se eu disser que a Demi não me influenciou em nada, que ela não interferiu em nenhuma decisão minha, você acredita?
-Por que você trocou a nossa amizade por um namoro, Joe? Com a minha melhor amiga?
-Eu me apaixonei pela Demi, Caty. Antes de eu saber o que você sentia, mas isso não mudaria em nada. Por mais que eu te ame e me importe com você, eu não posso ignorar o que eu sinto. Eu amo a Demi, de um jeito diferente.
-Do jeito que eu sempre quis que você me amasse.
-Eu não disse que ela é melhor que você ou que eu amo mais ela- afirmou- Aconteceu. A gente acabou se envolvendo e deu nisso. Nenhum de nós dois pode mudar esse sentimento.
-Ela mentiu pra mim, ela... ela fez de tudo pra que você...
-Se você continuar dizendo que a Demi me manipulou eu vou ficar muito chateado e perder a paciência, Caty. Porque você está tentando convencer a si mesma de que foi isso que aconteceu só pra não precisar admitir o que no fundo você já sabe. Que eu me apaixonei por ela e não por você. Me desculpa- pediu vendo-a chorar- Mas... você precisa entender isso.
-Ela devia ter feito alguma coisa, Joe- sussurrou triste.
-Se você tivesse tentado ouvir em vez de bater nela- ele deu de ombros- Você sabia que a Demi não reclamou em nenhum sentido quando eu disse que tinha te beijado? Você sabia que ela tentou me fazer pensar que eu e você poderíamos dar certo? Ela quase terminou comigo no dia em que eu soube sobre você. A minha namorada me pediu pra terminar com ela e ficar com outra- disse- Depois você ainda vai dizer que ela não se importa com você?
-Você tem uma noção de como eu me senti sabendo que os meus melhores amigos estavam me enganando há tanto tempo?- perguntou- Me desculpa, mas você não passou por metade do que eu passei. Nem a Demi. Então nenhum de vocês pode me fazer sentir de outra forma.
-Eu ainda acho que você vai se arrepender por isso- disse se afastando- Eu não queria que a sua amizade com ela terminasse desse jeito. Quando você ama alguém você deixa ela ser feliz mesmo que isso custe a sua tristeza. Você não quer ver a Demi feliz? Você não quer me ver feliz?
-Ela não quis me ver feliz.
-Então porque você não joga a culpa em mim, hein?- questionou- Quer dizer que eu também não quis te ver feliz?
-Você quis me ver feliz sim!- garantiu.
-Por quê? O que eu fiz além de te dar um beijo e dizer que nada ia acontecer entre a gente?- perguntou- Eu fiz o mesmo que a Demi, Caty. Mas você não me culpa. Exatamente por causa do que eu te disse. Eu não pareço uma ameaça pra você, mas a Demi parece. Você tem medo que ela seja melhor, porque você acha que ela me roubou de você.
-Você...- ela tentou dizer alguma coisa mas não conseguiu. Seus olhos se encheram de lágrimas e Joe respirou fundo.
-Eu te conheço- ele forçou um sorriso- Pensa nisso- disse antes que ela saísse correndo para o quarto.
Joe bebeu um gole de água e aproveitou para levar para Demi também. Pegou mais uma bolsa de gelo caso a dela estivesse derretida e subiu rapidamente os degraus. A menina estava sentada no chão, com a cabeça apoiada na parede. Seu pulso estava meio vermelho e o gelo estava sobre ele. Seus olhos estavam fortemente fechados e lágrimas caíam, escorrendo pelo rosto dela.
Joe trancou a porta e mesmo com o barulho, ela não se mexeu. Quando o menino sentou-se próximo a ela, sentiu um pouco de receio ao falar alguma coisa ou tocá-la.
-Isso não é justo- ela sussurrou com a voz bem baixa- Você deveria estar lá e não aqui- disse abaixando a cabeça e desabando no colo de Joe. Ela achava sim que ele deveria estar com Caty, mas não negava que precisava do menino nesse momento.
-Você tem que parar de fingir que é indiferente pra você- ele disse- Talvez o seu problema seja sempre querer que eu fique com ela invés de com você- ele respirou fundo ouvindo-a soluçar- Desculpa, desculpa, desculpa, Demi- disse mexendo no cabeço dela- A minha cabeça tá pra lá e pra cá- sussurrou.
-Porque me defender se... ela que é a sua melhor amiga, ela que tem o direito de falar o que pensa? É a Caty que está na sua vida...
-Porque a certa é você- ele a interrompeu- A gente já não discutiu isso antes? Ela te deu um tapa, ela te empurrou, você acha que a certa é ela? Por te chamar de vadia?
-Não- murmurou com calma- Mas eu queria que tivesse uma outra opção.
-Agora você precisa esquecer disso. Tá todo mundo nervoso, com a cabeça quente. Depois vocês vão conversar e tudo vai dar certo. Eu já falei com ela, se acalma, tá?- pediu- Não se condena desse jeito.
A menina levantou sua cabeça do colo de Joe e enxugou as lágrimas, controlando bem o choro. Apoiou seu peso nos braços para se afastar mas a dor em seu pulso a fez reclamar. Joe segurou seu braço com delicadeza e beijou o local dolorido.
-Foi só um mal jeito- ela disse.
Ele colocou o gelo novo sobre o local machucado e puxou-a para mais perto.
***
Ele esperou que Demi se acalmasse e desceu. Caty estava preparando suas malas para a partida. Esse fora de longe o pior passeio de todos, a pior visita que ela já fizera a alguém e a pior que Joe recebera. Não foi culpa dela, talvez não tenha sido o melhor momento.
-Você quer que a Demi vá com a gente?- perguntou com cautela.
-Não- ela respondeu decidida.
-Caty...
-Eu vou me despedir dela. Mas eu não acho que a Demi queira me levar lá.
Caty pediu desculpas à amiga da forma mais breve que pode. Desculpas pelo tapa e pelo pulso machucado. Despediu-se e foi até o aeroporto com Joe. Ela logo embarcou e o menino permaneceu sentado em um dos bancos por algumas horas. Precisava de tempo, não para pensar, mas sim para respirar. Coisa que ele não andava fazendo direito há bastante tempo.
***
-Hey, cheguei- ele gritou ao fechar a porta do apartamento atrás de si. Deveria estar sentindo algum tipo de alívio agora, mas era meio que o contrário.
-E aí, como foi?- ela perguntou com a voz serena.
-Bom- deu de ombros- A gente conversou, ela tá melhor. Demi forçou um sorriso e ele se aproximou, segurando-a pela cintura- E você?
-Eu tô bem- afirmou.
Ele colocou uma mexa de seu cabelo para trás e juntou seus lábios com calma. Acariciou a lateral do corpo de Demi e puxou-a para mais perto pela nuca. Depois de algum tempo envolvidos no beijo, ele caminhou com a menina até o sofá. Os dois caíram e Joe colocou uma de suas pernas ao redor do corpo de Demi.
Distribuiu beijos por seu pescoço e continuou descendo até que ela o parasse.
-Não hoje, Joe- ela disse- Desculpa, mas eu não tô com cabeça pra isso agora.
Ele beijou o rosto de Demi com calma e acariciou sua bochecha.
-Dorme no meu quarto hoje então?- perguntou.
-Joe, eu...
-Por favor, Demi- ele disse- Só dormir.
-Tudo bem- ela assentiu lhe dando um abraço carinhoso.
-Que foi, hein? Não quer ficar comigo?- questionou com carinha de cachorro sem dono.
-A pergunta mais absurda que você já me fez- ela sorriu- Eu só preciso esvaziar a minha cabeça- disse.
Ele assentiu e foram juntos para o quarto. Demi deitou na cama, cheia de travesseiros e almofadas ao seu redor. Joe disse que iria tomar um banho enquanto a menina assistia a um filme.
-Eu acho que você está precisando relaxar- ele disse massageando a nuca de Demi- E eu acho que um banho de banheira seria uma ótima escolha- sorriu encarando-a.
-Mas eu...
-Vem- ele puxou-a pela mão e eles entraram no banheiro. A água já estava preparada e havia muita espuma por toda a superfície.
Joe já estava sem camisa e vestia apenas um short. Demi encarou a banheira com um sorriso bobo no rosto. Ele encarou-a enquanto segurava sua cintura e levantou a blusa da menina com calma, pronto para tirá-la.
-Joe- a menina repreendeu.
-É só um banho pra relaxar- ele afirmou- Prometo- sorriu.

Demi deixou que ele tirasse sua blusa e logo depois o short. Joe entrou na banheira e a ajudou depois. Demi sentou no colo do menino e ele depositou seu rosto no pescoço dela. Joe a abraçou por trás enquanto Demi brincava com a espuma, ouvindo-o sussurrar em seu ouvido “eu te amo”.
Continua...
Hoje a Stephanie (<3) me deu várias ideias que me ajudaram a escrever esse capítulo e vão me ajudar a escrever os próximos, por isso, obrigada! E a Anna também me deu uma mãozinha \õ\õ 
Então... comentem bastante, tá?! Amo vocês <3
Beijinhos,
Brubs!

17 comentários:

  1. Perfeitoooo, sera q a caty e a demi.vao continuar sendo amigas ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaaaa <3 Bom... isso daí só esperando pra ter certeza ;)

      Excluir
  2. Ai meu Deus essa cena da banheira foi tão perfeitinha hujdsafuhdsafjuh <3
    Não gostei das atitudes da Caty em relação ao namoro da Demi e do Joe, ta que ela não ia aceitar de boa mas bater e ofender a demi me deixou com raiva dela!
    Elas tem que conversar com mais calma, pra esclarecer tudo direitinho ... Mas eu amei o capitulo! Posta mais :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha bfuorlvwo *-* Pois é, talvez ela tenha exagerado um pouco sim mas na cabeça dela a Demi fez de propósito, ela se sente ameaçada :/ Vão acontecer várias conversas ainda ;) Obrigada, amore, postei! :D

      Excluir
  3. muito perfeito o capitulo! um pouco preocupada com o que pode estar por vir....
    preciso dizer que virei sua fã!! sus fic com certeza esta nas minhas favoritas!!
    beijinhos ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bforlovswoyow obrigada, linda! Acho que a sua preocupação é válida, infelizmente :( Awwwwn que amor! Agradeço do fundo do meu coração, isso é muito importante pra mim <3 <3 <3 Beijocas!!

      Excluir
  4. ta tudo perfeito
    posta looooooogo
    bjs
    bia

    ResponderExcluir
  5. Essa parte na banheira foi tão... Aawn <3
    Caty Caty... Perdoe a Demi logo poxa, não foi culpa dela o Joe ser completamente apaixonavel

    ta perfeito posta logo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownt, né?! hahahaha *-* VERDADE, VERDADE! BFEROGFWUOVLWO hehehehe mas não é tão fácil assim pra Caty admitir isso... :/
      Postei, obrigada!!

      Excluir
  6. Coitada da demi...ainda bem que o joe tá com ela ~joe sempre fofo~

    eu acho que se eu tivesse no lugar da caty faria a mesma coisa,eu entendi o sentido dela...eu acho que ela disse isso só porque tava com a cabeça quente....tantas coisas acontecendo...acho que depois ela ainda vai se desculpar para valer com a demi u.u

    Tá tudo perfeito *--*
    Amo muito o jeito que você escreve
    <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3
    Posta logoo sua Diva Maravilhosa
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom... agora parece que ela não tem mais o Joe, né?! :(( É, todos eles estão com a cabeça um pouco quente e confusos, por isso estão fazendo algumas coisas sem pensar...
      Obrigada lindaaaaaaaa jvdogfpisbo <3 <3 obrigada, obrigada por tudo! <3
      fsulbvjsfps que linda cara, postei amor <3
      Beijocas!

      Excluir
  7. POSTAAAAAA LOGOOOO
    TA LINDO !!!!

    ResponderExcluir
  8. Aaahh.. Ta Perfeito!
    Como vc consegue? É sério, está muito perfeito mesmo!

    Esperei tanto por esse momento, mas tipo foi muito tensoo. Espero que a Caty não demore para perdoar a Demi, eu entendo ela, mas eles não tiveram culpa poxa :(

    Postaa logoo.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownt *-* Obrigadaaaa linda! <3 <3 ogfvoislçbvuo
      Não tiveram culpa mas... não é tão fácil assim :/
      Postei, beijocas, amor! <3

      Excluir
  9. B-A-R-R-A-C-O!!!!!!!! EU AMEI O TAPA!! AMEI A GRITARIA!!! "VADIA" !! PQ O JOE FOI CHEGAR?? EU QUERIA PUXAO DE CABELO! :/// UHASHASH Capitulo foda kkkk Clara é uma x9 fifi boca aberta mesmo ne? Kkkk Mas APOSTO que se ela nao tivesse "contado", o casalzinho enrolado não teria coragem e a Caty ia embora sem saber! Vish, sera que as coisas vão melhorar agora, já que a Caty sabe de tudo?! Sexta no Globo reporter! :) huhasju (parei. Estou muito zoeira hoje). Esperando ansiosamente o proximo capitulo! Beijinhos ^.^

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3