Visualizações

24 de mar de 2013

6- Recado.


The Start Of Something New
(2ª temporada)
(I don't own anything in this pic)

Aaaaaa gente, eu queria dedicar esse capítulo à todos vocês. Todos os capítulos são para vocês, claro, mas esse em especial. Por terem esperado tanto... :/


Demi on:
Três semanas. Foi esse o tempo que consegui ser amiga de Joe. Tudo bem, eu realmente descobri coisas novas, vivenciei diversas experiências e ok, cheguei a conclusão de que ele era uma pessoa maravilhosa. Mas  esse é o problema. Conte-me a novidade nisso tudo.
Eu já sabia que ele era incrível. Que era fantástico e único, essas foram algumas das razões pela qual me apaixonei perdidamente. E devo confessar que permanecer ao seu lado, conhecendo a cada dia mais de sua personalidade surpreendente, me fez perceber que não, não é possível ser apenas amiga de Joe Jonas. Só que eu queria que ele pensasse o mesmo.
Eu não entendia, juro que não. Exatas três semanas atrás ele me disse, com todas as letras, que me amava. Nos beijamos diversas vezes e nesse mesmo dia ele avisou que não podia. Não podia o que? Me amar? Porquê? Porque ele não me contava de uma vez o que o impedia?

Cheguei no colégio com vontade de gritar “eu não quero mais ser sua amiga, então me peça em namoro de uma vez”. Mas soava convencido e atrevido demais para mim. Eu não conseguia nem pedir uma explicação decente, muito menos jogar na lata todos os meus desejos. Porém observei-o, distantemente, e pensei que talvez fosse melhor dar um tempo a mim mesma. Parar de pensar em Joe. Eu havia feito isso durante muitos meses e sentia como se agora não pudesse mudar nada. Então decidi que meus pensamentos não ficariam mais presos à ele.
Eu fizera amigos. E me aproximara bastante de certas pessoas, como Chris. Ele era encantador e um ótimo amigo, porém não tão popular como Joe, o que os separava em diferentes grupos. Eu não estava apaixonada por ele, porque claro, meu coração tinha um dono. Mas... se a ideia era exatamente dar uma folga a ele, porque não arriscar?
Lá no fundo eu queria mostrar a Joe que ele deveria tomar alguma decisão. Queria que ele se tocasse de que eu não ficaria presa à ele para sempre, esperando por algum sinal de esperança, por mais que eu soubesse ser mentira. Eu sempre elevaria meus sentimentos quando ele sorrisse na minha direção.
Então, assim eu passei alguns dias, apenas me aproximando ainda mais de Chris e forçando-me a achar qualquer coisa atraente ou chamativa nele. Eu queria obrigar meu coração a se encantar por algum detalhe. Estúpido, porém eu enganava a mim mesma, o que por incrível que pareça estava funcionando.
-O que ta rolando entre você e o Chris?- Mikey me perguntou uma vez, imparcialmente. Eu podia apostar que tinha um dedo de Joe nisso.
-Porque quer saber?- questionei, sem querer parecer grossa. É que... realmente não era da conta dele.
-Curiosidade- deu de ombros- Andam passando muito tempo juntos.
-Desembucha logo- pedi, revirando os olhos.
-Joe ta se corroendo de ciúmes- ele abriu um sorrisinho- Mas não foi ele que me mandou aqui. Eu vim porque estava mesmo curioso.
-Então pode dizer a ele que não está rolando nada entre eu e o Chris- afirmei- Mas se isso o incomoda tanto, é melhor tomar alguma providência. Porque AINDA não está rolando nada- sorri largamente e me afastei, jogando a mochila nas costas.
Ok, me senti bem por isso. Muito bem e torcia para que ele realmente desse o recado à Joe. Sorri largamente e segui até o auditório, que ficava do outro lado do pátio. Essa escola é realmente grande.
Hoje eu teria mais uma aula de teatro. Era algo que eu gostava de fazer. Realmente apreciava passar minhas tardes de segunda e sexta no colégio por horas, fazendo algo que me ajudasse com meus sentimentos, que me ajudava a coloca-los para fora de uma maneira divertida.
-Recebi seu recado- ele disse, aproximando-se enquanto jogava a mochila no chão.
-Eu não tenho culpa se você não teve coragem suficiente pra perguntar pessoalmente- dei de ombros. Mas ele não merecia a forma como eu falava, até porque, Joe ainda era meu melhor amigo.
-Eu não pedi que ele viesse te perguntar nada, Demi- ele respondeu- É a sua vida, eu não tenho nada a ver com isso.
-Porque você não quer- eu murmurei.
-Você esqueceu de tudo que eu te disse?
-A parte de que me ama mas não pode?- questionei irônica, fingindo estar pensativa- Acho que me lembro sim... só não me lembro do motivo pelo qual não pode.
-Eu não podia mais esconder de você o que eu sentia, mas existem coisas que você não pode saber ainda- afirmou- Ah, quer saber, deixa pra lá- ele revirou os olhos e se afastou.
-Desculpa, Joe- pedi calmamente.
-Não, você está certa- ele respondeu simplesmente, foçando um breve sorriso enquanto pegava o roteiro junto à um amigo.
Xinguei a mim mesma mentalmente e revirei os olhos. Eu precisava ser tão estúpida assim? Mas vejamos pelo lado bom, ele TEM que fazer alguma coisa. Qualquer sinal de que ainda me quer.
E era por isso que eu ia esperar.
Nos preparamos para outro ensaio. Era a mesma peça a duas semanas e eu nunca cansava, por incrível que pareça, de repetir as mesmas falar. Alguns desistiam e outros resmungavam que era perda de tempo e saiam logo depois de jogar o roteiro para os ares, mas não eu. Durante essas aulas, eu ficara com o papel principal e contracenava com Chris. Eu gostava do jeito como tudo fluía entre nós, mas hoje, não me perguntem porque, era Joe quem estava sentado na beirada do palco, local para onde eu me dirigia no começo da peça, dando início à primeira cena romântica. A primeira de muitas.
Como ele fez isso eu não sei, mas eu sentia que ele estava querendo impedir que algo realmente acontecesse entre eu e Chris. Eu gostava disso.
-Demi, o Joe fará as cenas com você de agora em diante- a senhora Tublis disse- O papel original era dele, o Chris estava apenas substituindo-o por alguns dias.
Assenti um pouco decepcionada, mas dirigi meus olhos para as inúmeras letras na minha frente, fingindo estar concentrada no texto. Ah, droga, e eu que achava que era apenas mais um dos “jeitinhos” de Joe.
-----------***-------------
-Ta vendo, criatura? Tô na detenção por sua culpa, na minha quinta semana de aula- bufei irritada enquanto recortava os enfeites para o campeonato de artes plásticas e ele riu, do topo da escada, pendurando-os.
-Aham, até parece que eu desobedeci alguém- pegou uma máscara das minhas mãos- A cena era romântica e a professora não especificou que não queria beijo- respondeu obviamente.
-Você não estava nos ensaios quando ela proibiu beijos ou contatos físicos exagerados- revirei os olhos.
-Que bom que ela impediu que você beijasse o Chris- brincou. Agora ele já sabia que eu não sentia nada além de amizade pelo menino.
-Culpa sua também. Se eu me aproximei dele foi porque o senhor demorou demais para tomar alguma iniciativa- u.u
-Tudo bem, tudo bem- ele desceu os degraus, colocando as mãos ao alto- Mas agora eu já fiz o que deveria, certo?- perguntou, se aproximando.
-Eu não sei se deveria ter aceitado namorar com você de novo- sussurrei pensativa- Sabe? É um mal exemplo... me colocou na detenção e ainda vai fazer meus pais serem chamados aqui.
-Esquece a detenção e pensa na gente?- pediu, beijando minha bochecha- Eu senti a sua falta, demais.
-Eu também- afirmei- E agora eu sinto como se tudo estivesse começando de novo de uma maneira melhor- sussurrei- Somos melhores amigos e... eu tive a oportunidade de te conhecer realmente. Acho que precisávamos desse tempo.
-Eu concordo...mas já foi tempo demais- riu sem humor e segurou minha nuca, selando nossos lábios.
Era assim. Quando estávamos sozinhos dentro da sala, nos perdíamos em beijos ao invés de trabalhar de fato na organização do evento. Mas ah, quem se preocupava com campeonatos quando se tinha um namorado perfeito e cheio de disposição para te beijar bem na sua frente? Por favor, né?!
..............
-Joe e Demi, para a diretoria. 
É, a hora do castigo havia chegado.
----------------***-----------------
-Vamos conversar todos juntos- o diretor anunciou assim que nos sentamos nas cadeiras à sua frente- Vou mandar que seus pais entrem.
-Droga- ouvi Joe resmungar e fechar os olhos com força, levando uma das mãos às têmporas.
-Isso só pode ser um erro- eu não havia reconhecido de primeira, mas depois da expressão que Joe fez, descobri que era sua mãe entrando enquanto reclamava- O que esta menina está fazendo aqui? Eu quero ela longe do meu filho.
-Menina? Olha o respeito com a minha filha- minha mãe retrucou- Culpe o seu marido por ser infiel à você, não minha filha- gritou.
-Por favor, acalmem-se- Sr. Mister pediu- O que está acontecendo aqui na minha sala? O que é isto?
-Eu quero que peça a transferência dessa garota- Denise olhou de lado para mim, com desprezo. Joe permanecia com a cabeça baixa e eu mais confusa do que cego no meio do tiroteio.
-Essa mulher é maluca- meu pai afirmou.
-Parem agora- Sr Mister gritou- Sentem-se. Temos um assunto para discutir.
----------------***-----------------
Isso não é possível- minha mãe afirmou- Vocês dois?- perguntou surpresa. Eu e Joe assentimos na mesma hora.
-Eu mandei que ele mantesse distância da sua filha- a mãe de Joe se prenunciou.
-Porque ninguém nunca me contou nada?- eu questionei, com algumas lágrimas querendo  se formar em meus olhos- Joe, você sabia disso?
Perguntei em vão. Segundos depois todas as palavras dele, todos os “eu te amo, mas não posso”... tudinho se encaixou perfeitamente em minha cabeça.
-Eu posso me retirar, Sr Mister?- perguntei com a voz falha. Ele assentiu na mesma hora e em seu olhar havia um misto de tristeza com pena. Realmente, a sala do diretor não era o melhor lugar para resolver assuntos de família. Ainda mais assuntos que envolvessem traição e a família do seu namorado.
Joe saiu logo atrás de mim, mas eu não sabia ao certo se queria tê-lo por perto no momento. Eu estava confusa e abalada, chateada por ser a última a saber. E mais, se isso não tivesse acontecido, eu algum dia descobriria que minha mãe traiu meu pai?! Pois é. Acho que não.
-Desculpa não ter te contado- ele me abraçou por trás, sentando-se na cama comigo- Eu queria, mas não tinha o direito de mexer com a sua família assim, Dems.
-Eu sei- assenti- Eu não falei com você no colégio porque...só precisava de um tempo.
-Eu sei que é difícil, mas...
-Acho que já absorvi a ideia da minha mãe e o seu pai...- engoli seco- O que me preocupa é o que vai acontecer conosco- sussurrei com lágrimas nos olhos.
-Foi por isso que eu não voltei ao acampamento. Eu não podia me envolver com você... e como nunca mais te veria, ou pelo menos eu achava que era isso o que ia acontecer, meu pai me convenceu de que era mais fácil esquecer.
-Foi por isso que me tratou tão mal- afirmei, cabisbaixa.
-Eu juro que não sei porque fui tão idiota em deixar a minha mãe e as inseguranças dela me manipularem dessa forma. Eu te amo tanto... deveria ter te dito isso no primeiro dia em que te vi naquele colégio- disse enxugando uma lágrima que escapara.
-Você jura que vai fazer isso dar certo?- perguntei segurando sua mão, que estava sobre minha bochecha, com força.
-Já estamos fazendo, certo?- ele questionou, forçando um sorriso amigável.
-Você ouviu o que a sua mãe disse... sobre nós- murmurei.
-Tenho ouvido isso durante meses, meu amor. E estamos namorando, não?!- eu assenti e ele me deu um selinho- Sua mãe não nos proibiu, apesar de não gostar da ideia. Então deixa que com a minha mãe eu me resolvo. Mas eu nunca, nunca mesmo, vou te deixar por causa disso.
-Eu te amo muito- sussurrei, sentindo-o me abraçando.
-Também te amo muito, princesa- beijou o topo da minha cabeça- Hoje e sempre.


Continua...
Faz TANTO tempo que eu não venho aqui... :( bom, eu consegui, finalmente, terminar o capítulo! Fiquei acordada até as 2 da manhã dessa madrugada, porque foi o único tempinho que eu tive :/ Mas consegui! Desculpem por isso e eu sinceramente não posso dizer que daqui pra frente essa demora vai ficar menor '-' Bom... é isso, eu espero que tenham gostado... não sei se vai ser isso, mas pretendo terminar essa fic logo logo mesmo. Já deu pra ver que eu corri com algumas coisas, principalmente nesse capítulo, e decidi deixar os dois juntos logo... 
Comentem, por favor, e marquem o "eu li". Obrigada de verdade por continuarem aqui mesmo com essas semanas sem postar, eu amo muito vocês <3

UM BEIJO GRANDE PRA JÚLIA PORQUE EU DESCOBRI QUE JÁ "CONHECIA" ELA E NÃO SABIA :O UMA COINCIDÊNCIA DO CARAMBA ENTÃO JÚLIAAAAA <333 hehehehe 

Beijinhos, 
Brubs <3


12 comentários:

  1. Finalmente eles se acertaram *--*
    To doida para essa briga de família acabar logooo....e triste de mais....
    Posta logooo,minha linda,
    beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois éééé! hahaha bom, logo acaba essa briga chata, mas o que importa é que eles estão juntinhos <333 posteeeei, finalmente! \o beijocas, linda! Desculpa pela demora e obrigada por tudo *-*

      Excluir
  2. AHHHHHH KKKKK Q PFTOOO <3333 Eles namorando e graças a deus a demi descobriu esse segredo :S AHHH BRUNAAAA BEIJAO PRA VC KKKKK Mt coincidencia !!!! <33333 Lindao o cap posta. logo Bru <333 Bjkssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKKKKKKKK NAMORANDOOOOO uhuuul \o\o\o KKKKKK verdade! Obrigadaaaaa, mi amore! Mil beijinhoooooos <333

      Excluir
  3. finalmenteeeeeeeeeeee
    para a alegria da nação e o resto do planeta!kkkkkkk
    postaaaaaa bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKK aham, finalmente mesmo! Nem tô acreditando que eu postei outro \o\o desculpa pela demora, linda e obrigada de coração por tudo *-* Beijocas <3

      Excluir
  4. nooooossa fiquei ate surpresa, vc postou :o
    ah vc nao vai abandonar o blog ne? :(
    tenta postar logo por favor. bjss!!
    Bells

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né?! Até eu fiquei surpresa! :O Não, eu não vou abandonar isso aqui de jeito nenhum! Mesmo que eu demore, como aconteceu da última vez, eu vou arrumar um tempinho que seja pra postar e escrever ;) Postei, linda, mais rápido do que eu imaginava *o* beijocas, Bells <3 desculpa pela demora, amor e obrigada :D

      Excluir
  5. Ah que perfeito. Posta por favor. Pode até demorar um pouqui no mas nao abandona o blog em ! Acho a nao lembra mas nos falamos no TT. Sou a FansLoversJonas ;D suas fic sao as melhores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaaaaa :D Não vou abandonar não, fica tranquila ;) Conseguiiii postar, antes do que eu imaginei até :D lembro siiiiim, linda <3 aaawn vfgufbgiodhgbdl obrigada coisa fofa <3 Mil beijos e mil desculpas pela demora! :/

      Excluir
  6. Tá linda a história,e posta o mais rápido que puder...E por favor divulga meu blog http://jeminelenalileyp.blogspot.com.br/2013/03/capitulo-34.html

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3