Visualizações

27 de dez de 2012

All About December- Part 3_última_ (mini-fic)


Back to December


-Eu... recebi a mensagem que me mandou e...
-E...
-Eu não posso, Demi_ ele respondeu, com um sussurro.
-Escuta_ ela disse_ Tem como a gente se encontrar em algum lugar?_ perguntou receosa.
-Onde você está?_ deu-se por convencido. Talvez devesse conversar mesmo com ela antes de tomar qualquer decisão definitiva.
-Nova York, mas eu posso tentar ir até aí...
-Não, tudo bem. Eu estou em Nova York também_ ele a surpreendeu_ É só até hoje, eu preciso voltar às aulas, mas vamos nos encontrar no Central Park_ sugeriu.
-Tá, eu chego em alguns minutos.
_________________________________________________

Sexta-feira,
Março de 2001.
Sabe? Eu andei pensando muito sobre tudo que aconteceu. Na verdade por mais que eu tenha lembrado de muitas coisas do passado... eu não consegui dormir direito desde que eu cheguei nessa faculdade. O sono.... era pouco perto do que ocupava minha cabeça, e depois daquela noite, ou quase noite, mesmo negando,  tudo mudou dentro de mim. Eu me dei conta de como fui burra ao te deixar, ao mentir para você. Desculpas a parte, queria que soubesse como me sinto. Espero que esteja lendo essa carta com o coração aberto porque eu irei te fazer um pedido, como o daquele dia. Mas aceite se realmente quiser, porque aquilo foi um erro.

Eu não sabia como falar com você ao vê-lo sentado naquele banco, bebendo algo desconhecido que depois eu descobri que servia para me esquecer. Tentei experimentar, mas não funcionou muito bem. Funcionou para você? 

Porque naquele dia, eu queria tê-lo novamente e a única forma disso acontecer foi propondo aquilo. Esquecer por uma noite. Tolice. Eu não consegui porque me sentiria um lixo ao pensar que o tive completamente para mim mas fui obrigada a deixá-lo para trás novamente. Eu não suportaria a ideia. 

Antes de tudo, eu queria saber como se sente. Mas estamos, provavelmente a milhas de distância e eu não consegui completar uma só chamada das quase vinte que tentei. Era impossível aguentar a ideia de te falar tudo isso e esperar do outro lado da linha por uma reação sequer. Queria propor que esquecesse o que aconteceu. Mas não por uma noite e sim o suficiente para me ter em sua vida de novo. O suficiente para conseguir me amar da mesma forma que fazia antes de eu estragar tudo.

Me lembro de termos conversado sobre namoro a distância e a ideia não me agradou muito. Porém agora falta um pouquinho menos de um ano... será que é tão impossível assim? Lembrei do que aconteceu naquele banheiro um milhão de vezes e passei a noite de natal agarrada àquele urso, pensando em nós quando lá em baixo estavam todos que eu amava. Desisti de descer quando me dei conta de que você não estava lá.

Você se lembra daquele natal no hotel? Uma das melhores noites da minha vida. Pensei nela durante horas e horas até decidir escrever isso. Sei que é muito, mas a distância pode ser menos devastadora do que parece. Apenas me prometa pensar.

Pode parecer estranho, mas eu não saberia outra forma para terminar.
Eu te amo,
Demi.
_____________________________________________________

"I'm so glad you made time to see me
How's life? Tell me, how's your family?
I haven't seen them in a while
You've been good; busier than ever
Small talk, work and the weather
Your guard is up and I know why
Because the last time you saw me
Still burns in the back of your mind
You gave me roses and I left them there to die"


-Eu me sinto ridícula por saber que leu aquilo_ desviou o olhar.
-Foi com esse objetivo que me mandou, certo?_ ele disse calmamente_ Eu pensei, juro que sim. Mas... eu não suporto essa ideia, Demi, eu nunca suportei. Agora eu poderia tentar fazer isso, aceitar o que me propôs, mas...
-Mas..._ ela pressionou.
-Eu tomei uma decisão, a algum tempo, e não me arrependo dela. Ou pelo menos não até agora. Talvez tudo pudesse mudar se aquela noite realmente tivesse acontecido, ou não...
-O que quer dizer?_ perguntou.

"These days I haven't been sleepin?,
Stayin' up playing back myself leavin?,
When your birthday passed
And I didn't call, then I think about summer,
All the beautiful times,
I watched you laughin' from the passenger side
And realized I loved you in the fall. "


-Eu também estou confuso, mas é difícil pensar em tudo que já aconteceu. Eu me lembro de cada momento e passei a noite de natal da mesma forma que você, pensando exatamente naquilo. Mas naquele momento eu me dei conta de que talvez fosse melhor para nós dois seguir em frente.
-Quando começou a tomar decisões por nós dois?_ questionou chateada.
-Quando você fez isso_ lembrou-a_ Escuta, eu não quero discutir. Pedi que me encontrasse porque se eu fosse escrever alguma coisa para você, provavelmente seria bem parecido com o que me mandou.
-Então qual é o problema? Porque é tão complicado aguentar mais alguns meses até que eu volte para a minha faculdade permanente que também é em Londres?
-Porque já se passou mais de um ano, Demi. E... eu tentei te esquecer, por mais que eu saiba que isso é em vão, eu continuo tentando, porque parece a única maneira de descarregar isso que meu coração leva.

"Maybe this is wishful thinking
Probably mindless dreaming
If we loved again, I swear I'd love you right
I'd go back in time and change it but I can't
So if the chain is on your door I understand. "

-Você... está com alguém?_ ela definitivamente não gostava de como a pergunta, que ela mesma havia feito, soava.
-Eu aposto que você também tentou_ riu sem humor, encarando o chão_ Aquele dia, lá no banheiro, eu quase cometi um erro terrível. Não deixei de cometer, na verdade, mas poderia ser pior. Eu estava namorando naquela época.
-Você... porque não me disse?_ o encarou incrédula.
-Porque eu não queria que parasse de me beijar, não queria ter que vê-la ir. E antes que me deixasse dar conta de que isso aconteceria, de que eu teria sérias consequências depois, eu queria você_ afirmou, fixando seus olhos nos dela.
-O que você faria depois?
-Veria você partir_ deu de ombros_ Entende porque é tão complicado? Você não  foi a única a sentir aquilo, aquela vontade louca que ao mesmo tempo se transformava em arrependimento.
-Está namorando agora? É por isso que não quer?_ quis saber de uma fez por todas.
-Não namorando, mas talvez... em outra_ disse_ Não é o que eu quero, nem o que o meu coração quer, mas agora isso é necessário.
-É necessário fugir do que quer?
-Não estou fugindo. O que eu quero está fugindo de mim e infelizmente eu não posso fazer nada em relação a isso_ sussurrou.
-Me responde se eu ainda tenho uma chance_ pediu_ Olhando para trás tudo era tão fácil, Joe... pensando em tudo que nós já passamos.
-Nós tivemos a chance de fazer dar certo.
-Eu desperdicei essa chance. Desperdicei também quando não fiz o que eu queria naquele maldito banheiro_ respirou fundo_ Desculpa por todas as besteiras que eu fiz_ pediu_ Não vou te impedir de seguir a sua vida_ deu de ombros_ E quem sabe mais para frente as coisas mudem.
-Nunca se sabe o que pode acontecer em uma noite de dezembro_ brincou, forçando um sorriso_ Não é nessa data que você volta?
-Sim, em uma noite de dezembro_ afirmou_ Espero que ainda esteja disposto a esperar por mim_ sussurrou.

"So this is me swallowing my pride,
Standing in front of you saying
I'm sorry for that night
And I go back to December all the time. "

--------------------------------------------------------------------------

Sábado,
Dezembro, 2001
Faltam apenas alguns dias para que nos encontremos e sim, eu estou contando. Talvez estivesse um pouco errado em relação a como lidar com meus sentimentos, mas acredito que fiz o certo. 

Passaram-se quase 9 meses e eu não posso esperar para vê-la novamente.
Não sei se o que você sentia mudou, se seu coração decidiu sair a procura de algo novo para se apegar, mas eu cansei de esconder e guardar as minhas mais profundas mágoas ao invés te de dizer que eu sinto muito por tê-la deixado escapar.

Sinto sim mas não faria diferente. Porque foram dois anos e nós não levamos isso muito bem, mas se o que sentíamos era forte e ainda existe, intacto, está aí uma prova de que supera qualquer coisa, de que é forte. Poderíamos ter tentado um namoro a distância, mas acredite, isso iria diminuir nossos sentimentos aos poucos, por mais que tentássemos impedir e não conseguiríamos evitar. Aí sim o amor desapareceria, ou seria mais fácil de ser guardado.

Lembro-me de todas as noites frias onde dormimos juntos e eu voltaria a cada uma delas se pudesse. Apenas para reviver aqueles momentos enquanto não te tenho aqui comigo. Aquelas noites de dezembro definitivamente marcaram nossas vidas, de todas as formas possíveis. A forma como o nosso amor era puro e único e eu apenas espero que tenha permanecido assim.

Todas as vezes que eu acordo, me deparo com o seu presente e sorrio ao ver as fotos, mas existe um motivo maior, pelo qual meu coração dispara. Ver você ali, ler o que você um dia escreveu para mim, expressando seus sentimentos. Não era mentira quando eu disse que sempre lembraria de você.
O dia que você chega é um mistério para mim, porém também não é o que me importa. Apenas venha me procurar se sentir o que eu ainda sinto. Porque eu sempre estive disposto a te esperar. Agora basta saber se você continua disposta a me receber.

Poderia terminar de qualquer forma, mas sinto que se não disser isso, mesmo que por escrito, meu coração não suportará. Passei muito tempo sem pronunciar essas três palavrinhas, mas não por falta de oportunidade nem vontade. Era porque não existia verdade alguma por trás delas quando não existia você para ouvi-las.
Te amo, 
Joe.

"It turns out freedom ain't nothing but missin' you
Wishing I'd realized what I had when you were mine
And I go back to December, turn around
And make it all right
I go back to December all the time "
____________________________________________________________

-Nada como uma noite de dezembro_ ela deu de ombros, sorrindo ao vê-lo sentado na porta de casa, se aproximando.
-Quando você chegou?_ perguntou, sem conseguir conter aquela felicidade que subiu ao vê-la novamente.
-Hoje, meu voo acabou de aterrissar mas eu não consegui esperar nem que minhas malas fossem despachadas_ deu de ombros_Peguei o primeiro táxi que vi. Miley cuida do resto para mim_ sorriu.
-Está diferente..._ ele observou, percebendo a roupa alegre que ela usava.
-Sabe... não vi ninguém com estilo parecido com o meu quando estive em Londres pela segunda vez e... imaginei que a sua namorada não fosse como eu_ brincou.
-Ah_ resmungou frustrado_ Eu amava aquelas roupas estilosas e diferentes_ disse.
-Não mudei_  garantiu, sorrindo_ Eu apenas tive um acidente dentro do avião... durante uma turbulência eu derramei suco de uva na minha roupa e fui obrigada a usar aquilo que a Miley leva com ela... então_ deu de ombros.
-Está louca para trocar isso, não está?_ ele riu_ Mas está linda, de qualquer forma.
-Estou louca para outra coisa_ sussurrou, segurando na nuca dele.
-Leu minha mensagem, então?_ perguntou, trazendo-a mais para perto pela cintura.
-Aham_ assentiu_ Eu não precisei pensar sobre nada_ afirmou.
Juntaram seus lábios num beijo feroz e cheio de desejo, saudades, amor, paixão. Ambos haviam sonhado com aquilo desde muito tempo, e era justo que tivessem essa chance agora, mesmo depois de dois anos.
-Foi a decisão mais difícil que eu tomei te dizer não naquele dia_ confessou_ Estava com saudades de você, mais do que eu achei que fosse possível sentir.

"It turns out freedom ain't nothing but missin' you
Wishing I'd realized what I had when you were mine
And I go back to December, turn around
And make it all right
I go back to December all the time. "


-Você estava certo sobre tudo. Quando eu escrevi aquilo, estava quase que desesperada, não usei muito a cabeça. Mas aprendi que às vezes só o coração não basta. Ele prega peças_ sorriu_ Pensando sobre tudo que aconteceu durante esses dois anos... e lendo aquilo que me escreveu eu percebo que tudo fazia sentido. Poderíamos ter corrido um risco maior se deixássemos levar pelo coração naquela época_ concluiu.
-Queria poder te encontrar logo, eu estava contando os dias para que dezembro chegasse e esperando ansiosamente cada dia que se passava.
-Eu ia mandar tudo direitinho, mas pensei: "ah, porque fazer aquela mesma cena dos dois se encontrando no aeroporto se eu posso surpreendê-lo"_ disse divertida.
-Amei a surpresa_ beijou-a novamente, abraçando-a com força.
-Como eu senti saudades de você_ admitiu, apertando-o contra si com os braços ao redor do pescoço do menino_ Eu estava com medo...do que aconteceria quando nos reencontrássemos.
- Porque?_ perguntou confuso, beijando a testa dela_ Eu deveria ter medo.
-É que... nunca se sabe o que pode acontecer em uma noite de dezembro_ ela sussurrou divertida_ E eu sentia que essa talvez pudesse ser diferente..._ deu de ombros_ Apenas um mal pressentimento.

"But this is me swallowing my pride,
Standing in front of you saying
I'm sorry for that night
And I go back to December..."

-Será diferente. Daqui pra frente eu não vou deixar que nada nos separe_ prometeu.
-É muito engraçado..._ comentou_ Novamente nosso aniversário de namoro é em dezembro...
-Provavelmente é o nosso mês da sorte. Eu gosto de lembrar de cada dezembro que passamos juntos.
-Eu também_ beijou-o intensamente_ Eu te amo, muito. E reviveria cada momento novamente. Valeu a pena, tudo que passamos.
-Também te amo, e adoraria voltar para cada dezembro_ riram juntos, selando os lábios com um selinho.

"It turns out freedom ain't nothing but missin' you
Wishing I'd realized what I had when you were mine
I go back to December, turn around
And make it all right
I go back to December, turn around
And change my own mind. "

-Eu estou com frio_ disse, se aproximando mais ainda_ Que tal entrarmos?_ sugeriu no ouvido dele, enquanto o menino beijava seu pescoço_ Ah, além disso, que tal você me dar uma ajudinha com essas roupas?_ sussurrou divertida, enquanto caminhavam para dentro da casa do menino, aos beijos.
Mais uma noite fria, mais uma noite de dezembro que terminaria com o desejo falando mais alto. Não apenas o desejo, mas também o amor, como sempre. Todos os momentos, todos os beijos, as noites... aquilo sempre voltava à tona quando lembravam de Dezembro.

"I go back to December all the time
All the time"


The end.

Hey! E.... acabou! :( Espero que tenham gostado e principalmente entendido a mini-fic, porque eu gostei muito \O Então... eu não vou responder aos comentários agora, porque estou com um pouquinho de pressa, mas muito obrigada por todos! :-D Eu sei que acabou, mas comentem, por favor, me dizendo o que acharam... :P Enfim, muito obrigada, a todos, de verdade e mais estão por vir *-*

Mil beijocas,
Bruna <3

5 comentários:

  1. que mini fic mais linda,amei de coração.
    ta perfeitaaaa,beijos lindaaa.

    ResponderExcluir
  2. oi nova seguidora. amei a mini fic.
    continua a postar a fic logo, por favor
    beijos

    ResponderExcluir
  3. PUTA QUE PARIU, BRUNAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!
    EU ACABEI COM A MINHA UNHAAAAAAAAA!!!!!!
    aaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhh
    nem sei o que dizer!!!
    eu tive todas as reações possíveis nesse capítulo.
    Fiquei feliz, chateada, triste, com o coração na mão, feliz e no final, quase choro!!!
    Muito perfeito!!!!
    Nossa, tenho nem palavras...
    Agora vou ter que pintar minha unha toda de novo!!!
    Mas valeu a pena destruí-las hehehe
    Parabéns, mini fic linda e eu já falei isso um milhão de vezes, mas é que não sei o que falar mais...
    Enfim... perfeita!
    Posta logo a fic, pq eu ainda não me conformei com jemi separados e quero ler logo... e é isso!
    Ainda tô anestesiada pela mini fic *----------*

    Bjs, amor!!! :****

    ResponderExcluir
  4. Bruna, baby! <3
    OMG estou sem palavras para descrever o que eu estou sentindo agora! Juro! Essa mini-fic foi simplesmente PERFEITA! <3 Eu não entendo como você consegue escrever maravilhosamente bem! Sério, estou apaixonada por essa história! <3 Acho que deve ser porque tenho já vivi uma história parecida com essa, mas que não teve o mesmo final... :/
    Ah, eu não tenho comentado na fic, mas to amando e quero Jemi juntos novamente! Por favor! :/ Mas, vou voltar a comentar tá?!
    Posta logo!
    Beijo, te amo! <3

    ResponderExcluir
  5. OMG BRUNAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    Gente que mini-fic mais linda, quase me fez chorar
    Eu amei tudo nela <3 Foram um turbilhão de emoções só com uma mini-fic haha só vc pra conseguir isso.
    O final foi muito lindo *-* é sério quase chorei. Jemi muito perfeitos
    Sem palavras pra tudo isso. Simplesmente maravilhoso *-*
    Quero mais mini-fics, porque acho que descobri outra especialidade sua haha
    beijão :****
    Te amo <3

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3