Visualizações

26 de out de 2012

Chapter 1


Stay Strong 

                                    "Sometimes I wish I could save you..."

-Dems?!_ ele perguntou confuso, esfregando os olhos_ O que houve? Porque está aqui a essa hora da manhã? Debaixo dessa chuva?_ as perguntas saiam rapidamente e ela mal tinha tempo para tentar pensar em responder.

Joe a analisou por debaixo de todos os casacos e o cabelo escorrido, molhado, por causa da forte chuva. Ela abraçava a si mesma e tremia, por causa do frio que fazia naquela noite. Ela também chorava, silenciosamente e muito discreta, mas não conseguia disfarçar, não dele.

-Os meus pais..._ foi o que saiu de sua boca, um ruído baixo e quase imperceptível. Se Joe não prestasse muita atenção nela, provavelmente não teria escutado.
-Ah Dems, vem cá_ a puxou para um abraço longo, apertado. Apertou a cabeça da menina contra seu peito, tentando acalmá-la. Ele já podia prever o que havia acontecido.

Era madrugada e Joe não esperava ser acordado pelo barulho da campainha, muito menos encontrar sua melhor amiga naquele estado. Depois de um tempo com seu corpo junto ao dela, o menino a levou com calma para seu quarto. Ele a sentou na cama e se ajoelhou bem na sua frente, porém a única coisa que Demi conseguiu fazer foi abraçá-lo novamente, agarrando- se ao seu pescoço, como se dependesse daquilo para viver. E talvez fosse isso mesmo.

-Fica calma, eu estou aqui_acariciou as costas dela, delicadamente_ Já passou, vai ficar tudo bem- disse, mesmo sabendo que, por mais que desejasse que aquelas palavras fossem verdadeiras, elas não se tornariam realidade. Ele conhecia muito bem o motivo daquele choro que importunava tanto a ela quanto a ele praticamente todos dos dias.
-Não vai, Joe_ sussurrou com dificuldade, porém convicta_ Nunca fica_ lamentou.

O menino a encarou. Seus olhos brilhantes, deixando transparecer a tristeza profunda e a dor que ela sentia naquele momento. O que ele mais odiava nesse mundo era vê-la chorar pelo mesmo motivo, tantas vezes, e não poder fazer absolutamente nada além de abraçá-la e tentar, de alguma forma, acalmá-la.
Mas dessa vez foi diferente. Ela sempre ouvia as palavras dele com atenção e esperança, como se o fato de terem sido ditas por ele já mudasse tudo. Demi nunca havia discordado de nada que ele dissera, porém Joe sabia que aquilo estava virando repetitivo. Agora, com ela parada, nesse estado, bem à sua frente, ele não encontrava nada a que falar, já que dessa vez, ele não podia discordar dela.

-Não fica assim, por favor_ pediu com um sussurro, segurando seu rosto entre as mãos. Sua expressão demonstrava claramente a tristeza, a dor que sentia por ela, a impaciência pelo fato de não conseguir tirar aquilo da menina que mais amava nesse mundo e passar para ele, só para ter a oportunidade de ver aquele lindo sorriso.

"Take a breath,
I'll pull myself together
Just another step, until I reach the door
You'll never know the way,
It tears me up inside to see you 
I wish that I could tell you something 
  To take it all away"

Ela levantou a cabeça e, mais uma vez, enxugou as lágrimas. Olhando dentro daqueles olhos castanhos cor de mel, ela podia se sentir um pouco mais aliviada. Sentia-se protegida e por alguns segundos todos os motivos de suas lágrimas iam embora. Era sempre o que acontecia quando essa cena se repetia diversas vezes, depois de passar muito tempo apenas aproveitando seu abraço, carinho e ouvindo suas palavras_ que mesmo em vão tinham um significado forte dentro dela_ Demi conseguia forçar um sorriso. Por ele.

-Você sempre me fala isso, Joe_ ela sorriu_ E por mais incrível que pareça me faz melhor. Mas eu sei que não vai levar em nada, porque depois tudo se repete_ afirmou, tristemente.
-Mas você continua me procurando, de qualquer jeito_ deu de ombros, rindo, brincando com ela, arrancando um riso de Demi. E era só a mais pura verdade.
-Eu só confio em você, Joe_ garantiu, e por mais que ele soubesse muito bem disso, se sentia incrivelmente feliz a cada vez que ouvia novamente_ Aprendi que são poucos aqueles que merecem isso. E além do mais, eu te procuro porque com você tudo que "acaba" comigo desaparece. Mesmo que só por um tempo- sorriu e ele fez o mesmo ao ouvir aquelas palavras, depositando um beijo em sua testa.
-Vem, toma um banho e coloca uma roupa seca_ ele disse, segurando sua mão- Vai ficar doente se continuar tremendo desse jeito. Vou preparar um chocolate quente para você- avisou.
-Eu não estou com fome..._ ela respondeu um pouco insegura.
-Você vai tomar, Demi_ ele a encarou, mais sério do que o normal. Era sempre assim quando se tratava desse assunto, o menino brincalhão e sorridente se transformava em um tipo de "pai" para Demi- o pai que ela não tinha-, alguém que deveria cuidar dela acima de tudo_ É só uma caneca, eu deveria te empurrar um sanduíche, se você quer saber- ela riu de como ele disse- Mas como eu sou uma pessoa muito boa, será só isso, por enquanto.
-Tudo bem_ ela assentiu, derrotada.
-Agora vai logo_ apontou para o banheiro- Sabe onde encontrar suas roupas, ou pode pegar uma minha se quiser- deu de ombros, sorrindo e saiu do quarto, para preparar o chocolate quente da menina.

***
-Oi_ a menina disse atrás de Joe, com um sussurrou inocente.

Ele se virou para encará-la, enquanto terminava de preparar a bebida. Seu rosto já estava um pouco mais rosado, não tinha mais a palidez de antes. Ela parecia um pouco mais calma e, apesar de seus olhos continuarem um pouco inchados, ele percebia que ela tinha parado de chorar. Ou pelo menos tentava.

-Agora sim, está seca e linda_ ele sorriu e ela retribuiu, corada- Já está quase pronto- avisou, voltando sua atenção para o que fazia antes.
-Ah, desculpa, Joe!_ ela pediu, respirando fundo- Eu te acordei de madrugada e ainda estou te dando trabalho_ resmungou.
-Fala sério Demi, até parece que você incomoda- ele se virou novamente, com a caneca nas mãos, oferecendo a ela_ Senta aqui_ a conduziu até o sofá.
Joe também percebeu que ela usava uma blusa dele, onde dizia "all women are beautiful" e um short que era dela_ Demi deixara algumas roupas na casa do menino, já que vivia por lá.
-Obrigada_ ela forçou um sorriso, se sentando ao lado dele e descansando sua cabeça no ombro do amigo.
-Você vai ficar aqui?_ ele perguntou, acariciando o braço dela, enquanto tinha os seus ao redor de Demi.
-Posso?_ ela o encarou, com aquele olhar, pedindo permissão. Ela ainda tinha uma carinha triste e ele já esperava que ela não quisesse voltar para casa tão cedo.
-Claro que pode, pequena_ ele sorriu em sua direção_ Mas me diz, o que houve? Porque veio aqui debaixo dessa chuva, a essa hora?
-Você sabe o que houve... a minha rotina não muda muito.
-Eu entendi que... foram os seus pais, de novo_ ele respondeu cauteloso_ Mas você estava pior dessa vez... geralmente espera até o dia seguinte para me procurar_ deu de ombros e ela riu sem humor.
-É que eu... só não aguentava mais ficar lá em casa, você era minha única saída, eu estava torcendo para que atendesse a porta porque... acho que eu ficaria na rua, mas para casa não voltava_ garantiu.
-Eles sabem que você saiu?_ perguntou ele, atencioso e sempre muito cuidadoso com as perguntas.
-Não, eles não ligam para isso_ ela deu de ombros e ele queria poder dizer que ela estava errada, mas apenas se conteve- Depois... da briga_ engoliu seco, prendendo o choro- Minha mãe teve uma daquelas crises e novo e...
-Calma, não precisa falar nada- ele a abraçou, sentindo as lágrimas de Demi molharem sua camisa.
-Não quero mais ver meus pais brigando desse jeito, Joe_ disse_ Nem somos mais uma família... Eu nem consigo mais parar e pensar que no final vai dar tudo certo.
-Olha pra mim_ ele pediu, segurando seu rosto entre as mãos-_ Amanhã quando você acordar tudo vai estar bem de novo, tá? Confia em mim. Eu sei que te falo isso a um bom tempo, mas você sabe que eu estou aqui, sempre estarei_ afirmou, a encarando profundamente.
-Eu te amo, não sei o que seria de mim sem você_ disse, rindo sem humor algum, em meio a algumas poucas lágimas.
-Eu também te amo, Dems.
***

-Posso dormir aí?_ ela levantou a cabeça, o suficiente para ver o menino na cama, bem acima dela.
-Ué, não foi você quem implorou para dormir aí no chão?_ ele riu, se debruçando para mais perto dela.
-Não_ ela revirou os olhos_ Quero dormir aí com você- fez uma carinha triste, daquelas que Joe nunca conseguia passar por cima.
-Então... será que eu posso dormir aí? Gosto do chão também_ deu de ombros e ela sorriu, assentindo.

O menino pulou com seus travesseiros e edredons nas mãos. Demi riu com a cena e ele fez o mesmo, indo até seu lado. Os dois se deitaram, em meio a milhões de almofadas e coisas macias e Joe a puxou para mais perto.

-Ha! Imagina a cara daquela loira falsa se souber que eu estou dormindo com o namorado dela..._ U.u Demi disse, se sentindo superior, vitoriosa.
-Eu sinceramente não entendo qual é o seu problema com a Lucy, não mesmo_ ele balançou a cabeça negativamente.
-Você quer dizer que não entende qual o problema DELA comigo, não é?
-Ela só sente ciúmes de você, Dems... é besteira, ela não te odeia como você faz_ ele riu.
-Mas não é justo! Eu também só sinto ciúmes_ deu de ombros.
-Quer que eu seja mais seu do que já sou?_ peguntou surpreso_ Acho que isso é impossível. Mas, de qualquer forma, dormir com você e com ela são coisas completamente diferentes.
-Poupe-me disso, Joseph_ pediu, antes que ele pudesse continuar_ Tenho certeza que comigo você se diverte mais- U.u
-Claro que sim, meu amor, é mais engraçado dormir com você do que com ela_ ele gargalhou.
-Ha-ha-ha- riu ironicamente_ Ta vendo? É por isso que eu não gosto dela. Está transformando meu melhor amigo em uma espécie de tarado que só pensa em...
-Você é nova demais para isso pequena_ riu_ Ela não está me transformando em nada.
-Nova demais?_ a menina o encarou, chateada_ Nem vem!
-Sabe do que eu estou lembrando? De quando nós fazíamos aquelas festas até tarde. Você dormia aqui, nós ríamos, brigávamos_ riu_ e ficávamos acordados até tarde da noite.
-Aham, eu me lembro_ ela assentiu, sorridente. Aquelas memórias eram as melhores dais quais a menina podia se lembrar, as únicas que ela gostava de ser recordada_ Era muito bom, você me abraçava e nós dormíamos até tarde da manhã também_ riu.
-Tudo bem, mas as brigas eram as melhores!
-Mas também, né?! Eu tinha motivos!_acusou_ Você roubava minhas coisas e corria pela casa, se escondia de mim..._ U.u
-Tudo amor, tá?!_ Joe afirmou, rindo.
-Sempre soube que você me amava.
-Claro que amava_ ele disse_ E ainda amo. É por isso que você é minha melhor amiga_ disse obviamente.
-Eu estava pensando...Nós podíamos passar o dia juntos amanhã, que tal?_ ela perguntou, receosa_ É que... faz tempo que nós não nos divertimos, eu estou com saudades de você_ confessou.
-Poxa, Demi..._ ele fez uma careta e ela, por um segundo, se sentiu envergonhada por ter feito aquela pergunta_ Amanhã eu ia sair com a Lucy...
-Ah, tudo bem_ ela forçou o melhor sorriso que conseguiu, ainda assim muito falso.
-Desculpa_ ele pediu.
-Sem problemas, Joe_ Demi garantiu, tristonha, se virando para o outro lado e fechando os olhos involuntariamente.
-Não fica triste comigo_ pediu, chateado_ Eu desmarco com ela, tá?
-Não_ disse rapidamente, se virando para ele_ Desculpa, não faz isso_ pediu levando uma das mãos à testa_ É que eu meio que percebi que nós nos separamos um pouco nesses últimos dias.
-É por causa do meu namoro, não é?
-Talvez, eu não sei_ a menina sacudiu a cabeça_ Mas escuta, você deve mesmo é ficar com ela, Joe. É a sua namorada_ forçou um sorriso.
-Você não me engana, Dems_ ele riu dela_ Está dizendo isso mas no fundo se corrói de ciúmes.
-Tá_ ela se deu por vencida_ Esquece então o meu discurso de "melhor amiga ciumenta"_ ¬¬
-Vamos dormir?_ ele perguntou, abraçando-a_ Amanhã a gente discute isso.
-Ta bem_ ela riu do modo como ele falara. Percebia que Joe estava cansado- até demais- e precisava realmente de uma boa noite de sono. Ela nem tanto. Sua conversa a fizera esquecer o motivo pelo qual ela estava ali, e não seria agora que ela gostaria de lembrar. Fechando os olhos e se aconchegando nos braços do único que conseguia acamá-la. Ela só se sentia bem assim.
-Boa noite, linda_ ele sussurrou, com aquele sorriso encantador e a voz sonolenta.
-Boa noite- ela retribuiu, apertando sua mão contra a dele, em busca de segurança, força, tudo o que ela precisava.

Continua...
Bem... aí está o primeiro capítulo. Já deu para ter uma ideia, certo?!?! :) Gostaram?? Comentem, tá? Por favor, quero saber o que acharam... *-* Obrigada pelos comentários na sinopse, fiquei super contente de saber que vocês gostaram! <3 

Amo vocês! <3 
Beijocas,
Bruna!

8 comentários:

  1. Aaaaaaawnn q show *--*
    Tadinhaa da Demi, briga d pais é realmente horrível :/ , maaais resto foi lindo *--*

    POSTAA LOGOO MULHER TA INCRÍVEL! *uu*

    Beijoos! Thais ;)

    ResponderExcluir
  2. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    OMG LINDA QUE PERFEITO
    ESSA, AMIZADE DOS DOIS
    TA MUITO VERDADEIRA,
    E EU ACHO QUE FOI ISSO
    QUE FEZ O CAPITULO FICAR
    TÃO PERFEITO <3
    POSTA LOGO LINDA
    BJS

    ResponderExcluir
  3. Ahhhhhh eu amei o capítulo, tá perfeito e esse CIÚMES DA DEMI HAHAHA ( com toda razão pra estar) enfim, quero mais capítulo!!!! :) bjsssss <3

    ResponderExcluir
  4. Sempre soube que amaria a fic, mas não sabia que, já no primeiro capítulo, ía ficar tão envolvida!
    Simplesmente lindo, perfeito, envolvente e altamente viciante!
    Você nasceu pra isso linda! ;D
    Quero muito o próximo capítulo logo hein?!
    Postaaaaaa...
    Bjs! :***

    ResponderExcluir
  5. Brunaaaaaaaaaaa, meu amor! <3
    OMGGGGGG que perfeição é essa? Eu juro que ainda fico chocada com a incrível capacidade que você tem de escrever histórias maravilhosas! Eu já fiquei apaixonada quando li a sinopse, AMEI o primeiro capítulo e mal posso esperar para os próximos! :D Sinto que vai ser tão perfeita quanto as outras, ou até mais se duvidar! ;)
    Sempre vou estar aqui com você, tá?!
    Posta logo, babe! <3
    Beijos, te amo e ainda to morrendo de saudades de você! <3

    ResponderExcluir
  6. Eba,você ta de volta :D já tava morrendo de saudade!!! <
    Quando li que a fic não ia ser muito feliz eu confesso que até gostei porque adoro ler dramas SHAUSHAU' e eles são melhores amigos,amei mais ainda porque amo/sou fic que eles são melhores amigos :3
    Sinto que vou amar loucamente essa fic!
    Não preciso nem dizer que o primeiro capítulo ta maravilhoso né? haha e eu quero maaaais,eu preciso de mais haha

    ResponderExcluir
  7. AAAAAAAAAAHHHHH Minha Bruna voltouuuuu. Que saudades da tuas fics maravilhosas :D
    Já estou apaixonada por essa fic. Amei o capítulo, a amizade do Joe a da Demi é muito linda. Ri da Demi com ciúmes do Joe kkk
    Já sei que essa fic vai ser muito boa, mesmo com todos os dramas que eles vão passar. Vai ser boa assim como todas as outras foram. Porque você tem o dom de escrever dona Bruna.
    Amo vc my baby!
    Posta Logooo!
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  8. Perfeição define! Já de cara no primeiro capitulo essa fic é perfeita. To ansiosa pro que vem pela frente... Beijos

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3